Dicas para você arrasar no Carnaval 2020! | Authentical

Dicas para você arrasar no Carnaval 2020!

Publicado: 13/02/2020

HISTÓRIA

            A origem da palavra é do latim e significado “retirar a carne”, tendo em vista a relação do carnaval ao jejum da quaresma. A festa teve origem na Antiguidade, muito provavelmente, advinda de dois principais rituais entre os povos da Babilônia, que detinham o caráter de subversão de papéis sociais. Já a associação da origem das orgias no carnaval, veio das festas greco-romanas ao Dionísio (deus do vinho), que tem ligação com a embriaguez e prazeres da carne.

            Em Roma, havia festas que ocorriam no solstício de inverno e em fevereiro, também com inversão de papéis sociais, e eram fartas de bebidas e comidas. Segundo os religiosos do período, todas essas festas eram consideradas pagãs e eram fortemente demonizadas pela igreja, e foi no intuito de resinificar essas festividades, criou-se a quaresma, na Alta Idade Média. Com isso, concentraram-se as comemorações em um período só, mantendo os excessos da população apenas em uma data, nomeando assim, “Carnis Levale”.

            Já na Idade Média, no período fértil para a agricultura, homens vestiram-se de mulheres e saiam pelos campos, visitavam moradores que os fartavam de comidas e bebidas. Logo após, nas cidades Italianas, surgiu um evento com teatros improvisados e canções que acompanhavam os desfiles, e os foliões utilizavam uma bata, capa com capuz negro, chapéu e máscara branca. O evento foi chamado de “Commedia dell’arte”, e deu início ao baile de máscaras do renascimento.

            No Brasil, o carnaval iniciou no período colonial, com uma brincadeira denominada entrudo, de origem portuguesa, onde os escravos saiam as ruas sujando de lama uns aos outros. Aos poucos o carnaval foi assumindo a forma que tem hoje, com marchinhas, escolas e bailes de máscaras. E a partir do séc. XX, a popularização da festa entre as camadas mais pobres da sociedade, contribuiu para o surgimento do samba.


FESTA À FANTASIA

Quando a festa de carnaval é à fantasia, o empenho na produção é maior, geralmente nessas festas tem até concurso de fantasia, escolha os personagens clássicos do cinema, não tem erro. Acompanha as cores e o estilo das suas semijoias de acordo com sua fantasia. Argolas são curingas nessas horas, peças leves e sem muitos detalhes que possam enganchar em algo, também.



CARNAVAL DE RUA

Quando o assunto é carnaval de rua, a produção pode ser mais básica, nada muito elaborado, mas tudo muito confortável, ein. Tiaras caem super bem nessas horas, e máscaras também. Colares e chokers, acompanhadas de um mix de argolas e pulseirismo, dos cravejados coloridos aos clássicos, é aposta certa.



BAILE DE CARNAVAL

Agora, se você for passar o carnaval em um baile, roupas purpurinadas e se jogar nas tendências do verão, são a melhor escolha. Na composição das semijoias, vale utilizar aquele maxi brinco com um piercing fake complementando, além de pulseiras e braceletes bem evidentes e cravejados, e uma composição de anéis delicados.



            E você, já decidiu como vai passar o carnaval? ♥

Voltar